terça-feira, 29 de julho de 2014

Famílias sem terra ocupam fazenda próxima à Desterro

Até o momento, pelo menos 56 famílias de diversas localidades estão acampadas no terreno pertencente à Fazenda Malhada da Onça, próxima a Desterro no sertão da Paraíba. A propriedade pertence ao Doutor Marcelo Dantas que já esteve no local exigindo a desocupação de suas terras por parte dos integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terras- MST.

A ocupação acontece desde domingo (20/07), de acordo com os líderes do movimento que pediram para não serem identificados por medo de represálias, eles garantem que não vão sair de lá até que as famílias sejam empossadas e recebam por lei 55 hectares de terra para desempenharem suas atividades, muita barracas já foram construídas no local e outras pessoas são esperadas para se unir ao grupo.
De acordo com um levantamento feito pelo MST, o terreno mapeado chega a 1.343 (mil trezentos e quarenta e três hectares) para ser distribuído entre os acampados. Para ter direito, os trabalhadores precisam atender alguns critérios, como: ser trabalhador rural, ter disponibilidade de tempo para trabalhar e produzir na terra conquistada, precisa está em dias com a justiça, não exercer cargos públicos, não ser aposentado por invalidez dentre outros.

“O proprietário da Terra esteve aqui tentando negociar a desocupação do seu terreno, sem êxito, prometeu recorrer à justiça. Nós trabalhadores rurais estamos acobertados pelo Artigo 181 da reforma agrária, mesmo assim, sofremos diversas formas de violência e muitos nos confundem com baderneiros e desordeiros, onde na verdade somos cidadãos honestos que queremos sustentar nossos filhos com dignidade”, disse uma líder do MST.

A comissão reconhece os investimentos feitos pelo Governo Federal em favor dos trabalhadores rurais, porém, dizem que ainda são insuficientes para atender a demanda que só na Paraíba chega a quatro mil famílias acampadas esperando um pedaço de terra para trabalhar com dignidade e garantir o sustento dos seus filhos, finalizou. 
Fonte: BlogdoOlavoSilva

Adolescente de 15 anos é preso com 40 pedras de crack em Patos


Um adolescente de 15 anos de idade foi apreendido nesta segunda-feira, (28), comercializando droga em Patos.

Segundo informações da Polícia Militar, a Ronda Tática com Apoio de Motocicletas (Rotam), estava realizando rondas por volta das 20h, nas proximidades do Moinho Patoense, quando se deparou com o adolescente em atitude suspeita.

Durante a revista, a Polícia encontrou 40 pedras de Crack, além de um aparelho celular e uma quantia de R$ 20.

O adolescente, juntamente com o material apreendido, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Patos e entregues as autoridades competentes.
Fonte: MaisPatos.com

Municípios da PB recebem R$ 132 milhões no mês de Julho em parcelas do FPM

As 223 prefeituras paraibanas recebem nesta quarta-feira (30) o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).
O dinheiro creditado nas contas municipais no mês de julho, totaliza de R$ 132 milhões, isso sem o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O valor líquido, segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM), é de R$ 16.142.514,13. Em termos reais esse terceiro repasse totaliza um aumento de 27,7% em relação a repasse do mesmo período do ano passado.

Entre as prefeituras paraibanas, o maior repasse, em valores brutos, fica para João Pessoa com R$ 17.371.470,00, seguido de Campina Grande com R$ 4.353.275,00.

Os outros municípios com maior repasse são: Santa Rita com R$ 2.124.855,00, Patos com R$ 1.888.758,00, Sousa e Cabedelo com R$ 1.416.584,00 e Cajazeiras e Guarabira com R$ 1.298.536,00, respectivamente.

Já as prefeituras com os menores repasses são aquelas com coeficiente 0,6. Nessa categoria enquadra-se municípios como Bernardino Batista, Cachoeira dos Índios, Frei Martinho, Nova Olinda, Santa Cruz e Zabelê. Todos esses municípios tiveram um ganho de R$ 354.146,00 se comparado com o recebimento deste repasse no ano passado.

Fonte: Famup

Falso promotor aplica golpes em familiares de presos na Paraíba


Vários parentes de presos procuraram a delegacia de Polícia Civil da cidade de Pombal nesta quarta-feira (23), onde relataram ao delegado de plantão que um homem teria ligado para eles e se identificando como promotor de justiça e dizendo que estava realizando um mutirão estado para soltar alguns detentos, mas para isso, a família teria que efetuar um depósito bancário no valor de 700 reais para pagar uma suposta fiança no Fórum e consequentemente, soltar o preso. 

Acreditando na falsa promessa, os familiares juntaram o dinheiro efetuaram o depósito, porém até o momento nenhum contato foi feito pelo falso promotor. Segundo informações das vítimas o número que realizou as ligações tem o prefixo (85), do estado do Ceará. 

A polícia está investigando o caso, mas acredita que as ligações sejam originárias de detentos no interior de algum presídio daquele estado.
Fonte: Sertão Informado

Cidade paraibana tem duas prefeitas no cargo em menos de 2 horas; Confira!


Entra e sai de prefeitos na cidade de Diamante. A Justiça Eleitoral cassou o mandato da prefeita Marcília Mangueira Guimarães, por compra de votos, e determinou a posse da segunda colocada nas eleições de 2012, Carmelita de Lucena Mangueira. A posse ocorreu na tarde de ontem na Câmara Municipal e a nova prefeita fez até festa para comemorar. Só que algumas horas depois saiu uma liminar, determinando a volta da gestora cassada.

A liminar foi concedida pelo desembargador João Alves, do Tribunal Regional Eleitoral. Para o advogado Newton Vita, que atua no caso, já é praxe a concessão de liminar no caso de cassação para evitar a alternância de comando na chefia do Executivo. Conforme a decisão do TRE, a prefeita permanecerá no cargo até o julgamento do recurso que será interposto. “Esta decisão liminar restringe-se aos seus exatos limites de suspender os efeitos da drástica decisão monocrática, até ulterior julgamento do recurso”, disse João Alves.

A sentença que cassou Marcília foi proferida pelo juiz da 33ª Zona Eleitoral, Carlos Gustavo Guimarães Albergaria Barreto.

Além da cassação, ela foi condenada a pagar multa de R$ 10 mil. O juiz julgou parcialmente procedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) proposta pela coligação Unidos pelo Povo, encabeçada por Carmelita.
Fonte: JornaldaParaíba

Candidatos a governador devem gastar R$ 78 milhões em campanha na Paraíba; Confira!


Desde ontem os candidatos que irão disputar as próximas eleições podem apresentar a primeira parcial de prestação de contas de suas campanhas à Justiça Eleitoral. Além dos candidatos, os partidos políticos e comitês financeiros devem entregar as informações até o dia 2 de agosto, no entanto, a população deve ter acesso aos dados apenas no dia 6 do próximo mês.
Entre os postulantes ao governo da Paraíba, apenas o candidato do PSOL, Tárcio Teixeira, expôs os seus gastos nos primeiros 22 dias de campanha, após a liberação da propaganda eleitoral.
Segundo ele, foram gastos R$ 1.100 e recebidos através de doações, R$ 6 mil. Neste pleito, o PSOL optou por receber doações apenas de pessoas físicas, excluindo as doações de pessoas jurídicas. "Receber doações de empresas é o primeiro passo para a corrupção", afirmou Tárcio Teixeira.
Apesar do pequeno valor gasto, Tárcio Teixeira afirmou estar empolgado com a campanha eleitoral. "Estamos com panfletos, com adesivos", destacou Tárcio Teixeira. A expectativa do candidato era de que a prestação parcial de contas fosse feita ainda ontem.
Já o coordenador da campanha de Vital do Rêgo Filho (PMDB), Alexandre Almeida, afirmou que o setor financeiro ainda está consolidando os dados, porém, o valor declarado deve ser pequeno em relação às expectativas de gastos de campanha do candidato, que chegam a R$ 25 milhões. "Ainda estamos estruturando a campanha, fechando contratos e planejamentos.
Os candidatos major Fábio e Antônio Radical não foram localizados pela reportagem do JORNAL DA PARAÍBA. Juntos, os seis candidatos ao governo do Estado informaram à Justiça Eleitoral que pretendem gastar R$ 78,5 milhões na campanha para o governo do Estado.
Fonte: JornaldaParaíba

Cássio lidera com 45,5%, Ricardo tem 29,2% e Vital aparece com 4,4% em nova pesquisa; Confira!

Senador Vital do Rêgo aparece em terceiro seguido de Major Fábio, Antônio Radical e Tárcio
A nova pesquisa Correio/Souza Lopes apontaque o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), da ‘Coligação A Vontade do Povo’, aparece na preferencia do eleitorado paraibano com 45,5% das intenções de votos na disputa pelo Governo do Estado. O governador Ricardo Coutinho (PSB), da ‘Coligação A Força do Trabalho’ está em segundo lugar com 29,2% das intenções de votos.

O senador Vital do Rêgo (PMDB), da ‘Coligação Renovação de Verdade’, que pela primeira vez aparece nas pesquisas, foi a escolha de 4,4% dos eleitores ouvidos.

O deputado federal Major Fábio (PROS) aparece em quarto lugar com 0,8%, seguido de Antônio Radical do PSTU e Tárcio Teixera do PSol que estão empatados com 0,1%

A pesquisa foi encomendada ao Instituto Souza Lopes e ouviu 1500 pessoas entre os dias 19 e 22 de julho em 55 municípios da Paraíba e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no último dia 20, sob o protocolo PB-00013/2014.

A margem de erro da pesquisa é de 2,6 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.

Fonte: MaisPB/JornaldaParaíba/TVCorreio